a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

workshops forcabe 543w por 1050H AutoNailArt

medalhasworlds2016

Terminado mais um Campeonato do Mundo de Patinagem Artística, desta vez em Novara, Itália, é tempo de fazer contas. Portugal venceu 5 medalhas, uma de ouro, três de prata e uma de bronze, colocando-se assim na quarta posição atrás de Itália, Estados Unidos da América e Argentina. A nossa seleção conquistou mais uma que os patinadores norte americanos, mas em 2015 também fomos terceiros com menos uma medalha que Espanha, sobressaindo o número de campeões mundiais.

Uma das figuras de destaque em Novara foi o estreante José Cruz, que nos dá a única de ouro em Solo Dance, uma de bronze em Pares de Dança e ainda outra de prata em Quartetos. Mariana Souto e Ricardo Pinto venceram as outras duas de prata, também em Solo Dance. As disciplinas da Dança continuam a ser o nosso prato forte. Trata-se também do mesmo número de medalhas de Cali, mas no ano passado foram três de ouro. Num mundial difícil desde o ínicio, e isto foi dito por várias nações, pois realizou-se no país da nação que domina mundialmente a Patinagem Artística, o resultado nacional continua a ser extremamente positivo, provavelmente ainda melhor que há um ano.

Com uma participação claramente maior, Portugal destacou-se não só em Solo Dance e Pares de Dança, onde o resultado mais baixo foram dois sextos, mas também em Patinagem Livre. À exceção de um patinador, todos os outros desta disciplina executaram o Programa Longo nos grupos finais, os grupos decisivos e à exceçeão de dois todos os outros terminaram no top 10, porém sem medalhas. De salientar também que a maiora dos participantes pelas várias disciplinas eram estreantes em campeonatos do mundo.

Itália venceu novamente, até aqui sem nenhuma surpresa, apenas com menos uma medalha que na Colômbia. Como já salientámos, foi o país anfitreão e alguns resultados foram questionados, com destaque para o Solo Dance Juniores Femininos, onde venceram o ouro e o bronze. Conquistaram três pódios completos, anda por cima, no escalão máximo e todos as medalhas de ouro, à exceção de Figuras Obrigatórias e In-line, também em Seniores.

Se na Colômbia os Estados Unidos da América já tinham surpreendido com duas medalhas, aqui em Novara bateram todas as previsões. Venceram quatro medalhas de ouro, únicas e exclusivas, em In-line, Figuras Obrigatórias e Pares de Dança. Mas a participação norte americana não fica por aqui, pois consegue colocar vários patinadores no top 10 de várias competições, destacando o Solo Dance e a Patinagem Livre. Importante ter um país com o poder dos Estados Unidos para poder "abanar" e revolucionar a modalidade a nível mundial, eles que já foram os dominadores anos atrás. A Argentina continua a ser a segunda nação com mais medalhas, mas somente com 2 medalhas de ouro (Figuras Obrigatórias), 12 no total (mais quatro que em 2015). Sobem pela primeira vez ao pódio em Solo Dance, mas em Patinagem Livre continuam somente com uma medalha.

Espanha continua a vencer medalhas (5) em Grupos e Patinagem Livre e Alemanha (3) em Figuras Obrigatórias e agora em In-line.

Sponsored by: 

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha