a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

workshops forcabe 543w por 1050H AutoNailArt

paulosantoscomenta

Após várias previsões do conceituado patinador português Paulo Santos, o qual nos encheu de orgulho o facto de ter aceite o nosso convite para comentar o Campeonato do Mundo de Patinagem Artística - Novara 2016, pedimos ao medalha de bronze mundial de 2012 um comentário final sobre vários temas, que se destacaram na 61ª edição da mais importante prova de Patinagem Artística de rodas.

 

Sobre a selecção portuguesa penso que devemos estar todos orgulhosos por todos os nossos participantes que patinaram lindamente e obtiveram grandes resultados! Não falo apenas nos medalhados, mas também por exemplo a Patinagem Livre com vários patinadores lusos no top 10 mundial que demonstra bem a evolução dos últimos anos da nossa nação! Falando individualmente do José Cruz penso que foi um ano de ouro para este fantástico atleta que nas três disciplinas em que participou, nos presenteou com três medalhas!

Outro dos temas que me foi proposto foram os Estados Unidos da América, que eu penso que foi uma nação que trabalhou bastante para estes mundiais. Com vários dos seus atletas a melhorarem os resultados dos anos anteriores e voltam a conquistar medalhas importantes que lhes fugiam há anos como o caso da dança Júnior e que demonstra a evolução da que já foi a maior potência mundial de dança.

Já quanto ao domínio italiano penso que era expectável uma vez que as seleções que organizam os mundiais nesse ano tendem a trabalhar mais para atingir os objectivos. Notou-se mais cuidado e correção nas coreografias e na execução dos elementos de forma precisa e objectiva, o que resultou em 13 ouros e alguns pódios totalmente "azzurros". Ainda neste tema quero realçar Luca Lucaroni, para mim o atleta que se apresentou em melhor forma neste mundial e que realizou provas incríveis mesmo, fazendo em provas coisas que eu achava impossíveis! Em individual ou pares foi campeão justíssimo e sem qualquer margem para dúvidas, o que presenteia um atleta totalmente focado no nosso desporto.

O tema Ana Beatriz Toledo é algo delicado e um pouco difícil de avaliar, uma vez que eu próprio também já estive em situações semelhantes! Um quarto lugar que podia ter sido terceiro mas onde os juízes são soberanos e que todos nós atletas sabemos que seremos avaliados e temos de estar preparados para estes resultados onde, embora saibamos que é um óptimo lugar, ficamos a uma nesga da medalha. Tive a oportunidade de falar com a Bia e contar-lhe as minhas experiências e tenho a certeza que ela vai conseguir ultrapassar esta situação rapidamente até porque é uma grande atleta e uma menina humilde e trabalhadora.

Por último mas não menos importante foi-me apresentado o tema do futuro da patinagem artística. Neste mundial foi possível observar uma franca evolução em todas as disciplinas por quase todos os países, o que demonstra a vontade de todos nós da integração da Patinagem Artística como modalidade olímpica. O nível técnico e artístico dos patinadores é cada vez mais alto, onde surgiram vários novos campeões e bastantes atletas menos conhecidos a terminarem em lugares honrosos. Penso ainda que é uma necessidade a introdução da nova classificação, semelhante ao gelo, para poder ser uma avaliação mais objectiva e ajudar atletas e treinadores a descobrir e eliminar pontos fracos, assim como dar mais confiança ao comitê olímpico de uma avaliação límpida para uma possível introdução da patinagem nos Jogos Olímpicos. Por último quero agradecer à Plurisports por esta oportunidade e esperar que as pessoas que leram estas minhas opiniões se tenham divertido tanto como eu a escrevê-las!

 

Veja aqui todos os resultados do Campeonato do Mundo de Patinagem Artística - Novara 2016.

Sponsored by:

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo