a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

workshops forcabe 543w por 1050H AutoNailArt

18197549 10209890305667326 1277108853 n

A partir de amanhã, dia 28 de abril, e sábado, dia 29, Mouilleron Le Captif (França) é a capital europeia da Patinagem Artística. A sua enorme arena Vendéspace, com capacidade até 4.900 lugares, recebe o Campeonato da Europa de Show e Precisão 2017, a primeira grande prova internacional da nossa modalidade.

Portugal organizou, em Matosinhos, a edição do ano passado, recebendo 3 medalhas e uma lufada de ar fresco contagiou os clubes e Grupos lusitanos, vivendo-se com outra intensidade o campeonato nacional este ano, com novas equipas e grupos a abraçarem estas disciplinas. Há algumas expetativas para certas participações, outras motivações e esperanças e, claro, muito desportivismo e orgulho na seleção nacional.

Os Grupos Juvenis estreiam o europeu e Portugal possui três representates nesta categoria. "Candyland" da Juventude Pacense são os campeões nacionais e já foram sextos no II Trofeo Internacional Concello de Vigo. É uma competição muito forte com os italianos e espanhóis, mas o top 5 não está fora do alcance da equipa portuguesa, com uma boa prestação. O Grupo Nun'Álvares e o Clube de Futebol Sassoeiros podem também com performances limpas subir aos dez primeiros classificados. Reus Deportiu (Espanha) é sempre uma equipa a ter em conta para o título europeu, eles que foram segundos em 2016, mas o bronze do ano passado, este ano já campeões nacionais italianos, Italian Show, poderão arrecadar mais um ouro para o seu país, eles que têm um programa excecional. Campeões europeus, Division, e o Grupo espanhol de Bescano, completam os favoritos ao pódio.

Em Quartetos Juvenis, a nossa seleção tem uma grande probabilidade de arrecadar a primeira medalha nestes europeus. A equipa da Juventude Pacense foi segunda em Matosinhos, eles que voltaram à competição europeia no ano passado e apresentam-se sempre com um grau de dificuldade elevadíssimo. A prepração com o ouro no troféu internacional de Grupos em Vigo prevê uma boa prestação para uma performance interessante, mística e de arrepiar. A luta direta pelo topo do pódio será com as campeoníssimas Sparkle Girls (ITA). A versão juvenil das Celebrity venceram no ano passado, com uma enorme graciosidade, mas realmente não apresentam a dificuldade dos campeões portugueses. Possuem sim uma enorme reputação e são claramente favoritas ao ouro. Os restantes Quartetos Juvenis italianos poderão completar o pódio. Ter em atenção a presença do Holon Club de Israel, que em 2016 foram quintos, ou de alguma equipa francesa, que em casa pode fazer toda a diferença. Portugal completa a sua participação aqui, novamente, com o Grupo Nun'Álvares, que já teve bom resultados, tal como a Academia de Patinagem do Marco, segundo classificados no campeonato nacional..

Uma dos sinais que estas disciplinas estão a crescer no nosso país é que em Precisão Júnior estaremos representados por dois grupos. Os repetentes Grupo Nun'Álvares e os estreantes Clube de Futebol Sassoeiros, eles que andaram taco a taco em Braga, em várias categorias. Os patinadores de Fafe em Matosinhos já mostraram um bom nível e mesmo sendo apenas sextos, poderiam ter subido um pouco mais na classificação. Este ano perspetiva-se que estejam com outra segurança e dificuldade, desafiando assim a competição. As equipas italianas, mais uma vez, são as claras favoritas, todas provenientes de grandes escolas de Precisão, mas novamente, o israelita Holon Club pode ter uma palavra a dizer, eles que foram quartos na edição passada, e com uma excelente presença. 

O primeiro dia termina com a alegria dos Grupos Pequenos. É nesta categoria que provavelmente o país anfitreão tem uma possibilidade de subir ao pódio. Black Rocks terminaram o europeu de 2016 em quarto, prova dominada pelos italianos. O factor casa pode ser determinante. Os New Age venceram as provas na época transata, mas no nacional italiano de 2017, os Division foram os grandes vencedores. Uma vitória aqui de um deles, pode determinar o próximo campeão do mundo. Equipas estas também com grande historial e patinadores de renome internacional. De Portugal temos um novo grupo, com a marca The Project, que desta forma se estreia internacionalmente. É, apenas, o "se não" desta participação lusa, que em próximos anos pode marcar a competição, contudo um top 10, e talvez, bastante mais pode definir o final do dia amanhã. Grupo Nun'Álvares foi décimo em Matosinhos e podem, muito bem, ambicionar um lugar superior em 2017. O Clube de Futebol Sassoeiros está de volta à prova e, certamente, com boas perspetivas. Não nos podemos esquecer ainda da presença espanhola, um pouco tímida no ano passado, em relação ao lugares do pódio.

Em Quartetos surge mais uma grande oportunidade para arrecadarmos novas medalhas. É aqui que Portugal tem subido ao pódio sucessivamente e é sempre uma nação a ter em conta. Este ano sem os campeões nacionais, do Rolar Matosinhos, The Project surgem mais favoritos, depois de duas medalhas de bronze nos últimos anos. Têm uma nova coreografia, ainda não testada internacionalmente, mas após o campeonato nacional, de certeza que foi ainda mais aprimorada para a competição renhida que se avizinha. Uma excelente prestação pode, sem dúvida, dar o ouro ano ao nosso país. O momento e a prova serão definitivos para a classificação final. Tal como em Juvenis, a forma Celebrity é o maior concorrente dos patinadores nacionais, aqui com o acrescento de serem as campeãs mundiais, em vários anos. Trazem, ainda por cima, a alegria de La La Land e uma enorme experiência, tal como a restante seleção de Itália, que fazem sempre parte do grupo restrito de favoritos. CP Aurora (ESP) não tiveram um grande resultado no ano transato, mas este ano vão para esta competição como campeões nacionais. A também experiência dos Quartetos franceses podem ditar um bom resultado. O Clube de Patinagem do Sado tem aqui a sua presença europeia, depois de uma boa performance em Braga e o Grupo Nun'Álvares mais uma participação com "Bosque Encantado".

Portugal não marca pesença em Precisão Sénior, sendo a única categoria sem representantes lusos e Itália deverá arrecadar, mais uma vez, o pódio por completo, ainda por cima, sem a presença das alemãs Dream Team. Assim, a classificação nacional pode ditar o campeão europeu, que neste caso seria a Precision Team Albinea, também vencedores em Matosinhos.

O Show encerrará este Campeonato da Europa de Show e Precisão - Mouilleron Le Captif 2017 e todos aguardam, mais uma vez, um grande espetáculo dos super campeões CP Olot. Têm vencido tudo e oferecem momentos de arrepiar. É certamente a medalha de ouro menos discutida. O Grupo Grande de Girona surpreendeu tudo e todos em Novara, e sagraram-se vice-campeões mundiais, eles que em 2017 também já foram segundos no nacional de Espanha. Depois da medlaha de bronze no europeu em Portugal, podem subir mais uma vez ao segundo posto. Este será discutido, com toda a certeza, com os italianos Diamante, que trocaram de lugar com Girona dos europeus para os mundiais. Royal Eagles e PA El Manou são as equipas que se seguem na competição de Grupos Grandes. A seleção nacional tem aqui duas participações. Os agora Odivelas Show Team que têm dominado o panorama nacional e tiveram a ousadia de ir a Novara numa perspetiva de inovar e aprender. Este europeu pode mostrar o bom caminho que este jovem grupo tem traçado e, deste modo, escalando lugares na classificação final. A Academia de Patinagem de Braga, também num trabalho contínuo, volta a esta grande competição.

Sponsored by: 

workshops para rodapé Noticias AutoManicura